O Centro de Exportação Russo abriu o pavilhão Made in Russia na exposição em Xangai
2021-05-18 06:17

O Centro de Exportação Russo abriu o pavilhão Made in Russia na exposição em Xangai

O Centro de Exportação Russo (REC) inaugurou na terça-feira o estande Made in Russia na SIAL CHINA 2021 em Xangai, apresentando 18 produtores domésticos do setor alimentício.

"Apesar das fronteiras fechadas com a China, o pavilhão do Made in Russia abriu com sucesso os portões de importação do Middle Kingdom, entrando confiante nas cinco maiores exposições offline nacionais da SIAL China 2021: A Rússia é representada por 18 exportadores russos de alimentos em uma área total de mais de 400 metros quadrados. A participação foi possível graças a um formato híbrido único: presença offline de produtos na exposição com controle de sua participação pelos expositores da Federação Russa através de mídia de vídeo e áudio", disse o REC.

A República Popular da China continua sendo o parceiro mais promissor da Rússia para a exportação de alimentos, por isso o governo apóia ativamente as empresas russas que procuram entrar no mercado internacional, disse Veronika Nikishina, diretora geral do REC.

"A intensidade dos contatos comerciais entre os países aumentou várias vezes somente nos últimos 5 anos. A China é o maior comprador de produtos alimentícios russos: a república está aumentando sistematicamente as importações de produtos agroindustriais da Rússia, em 2020, o fornecimento de alimentos da Rússia aumentou 24%, totalizando cerca de US$ 4 bilhões", disse Nikishina.

De acordo com ela, as exportações de soja, óleo vegetal, frutos do mar e sementes de colza aumentaram especialmente. Além disso, a confeitaria e o chocolate ainda são muito procurados entre os consumidores chineses. A oferta de produtos de carne também dobrou.

Fabricados na Rússia // Fabricados na Rússia.

Autor: Karina Kamalova